É recorrente para os operadores de direito, que diversas informações sejam entendidas de formas diferentes do que realmente acontecem, a dúvida é, você já ouviu falar que o juiz entrou em contato com o autor ou o réu de processo que ele atua? Se sim, entenda melhor essa situação.

O processo acontece formalmente, isso significa que ele segue um rito, baseado nos Códigos Processuais relativos ao caso, e as comunicações são informadas dentro do processo, logo o juiz ou até mesmo o cartório que atuam no caso, não informam decisões, sentenças e despachos através de ligações telefônicas, uma vez que é necessário que ambas as partes possam se manifestar sobre o que juiz decidir.

Essas comunicações, geralmente acontecem em forma de intimações ou citações, explicaremos as diferenças de cada uma delas e como ocorrem em outro artigo, mas o mais importante aqui é saber que elas ocorrem dentro do processo, seja ele físico ou virtual, sendo disponibilizado para ambas as partes aquela comunicação.

Na hipótese, onde os juízes entrassem em contato de forma individual com uma ou outra parte para informar assuntos relacionados com o processo, poderia ser inclusive alegado que ele estaria agindo de forma parcial com uma das partes, o que não é o adequado para o processo e inclusive gera nulidades do ato do juiz no processo.

Assim, quando ouvir que o juiz entrou em contato com alguma das partes, procure saber se ambas as partes foram comunicadas formalmente da situação do processo, possibilitando assim tomar as decisões que entenda cabíveis.

Agora se ouviu que o juiz está em contato com alguma das partes de forma privativa para resolver assuntos do processo, converse com seu advogado para que ele possa averiguar a situação e tomar as providências cabíveis, a fim de resguardar o seu direito.